Quer seguir o Jardim da Terra? Digite seu e-mail aqui:

COMO CULTIVAR: Bougainville em vasos

As buganvílias produzem flores coloridas da primavera ao outono. Essas plantas realçam muitos jardins e paredes. Se você estiver interessado em adicioná-las ao seu jardim, siga os passos deste artigo para obter sucesso em seu cultivo.



Passo a Passo:

Escolha o recipiente de tamanho correto para sua Bougainville  Há alguns requisitos essenciais:
  • Escolha um vaso que tenha ao menos 30 cm a 40 cm de largura.
  • Escolha um vaso pesado para impedir que seja arrastado por temporais.
Crie muitos furos de drenagem para que a água seja drenada. As plantas buganvília não gostam de ficar muito úmidas


Forneça um solo com boa drenagem para as plantas Bougainville . O melhor é um solo com pedras e essa planta prefere solos inférteis. Encha o vaso com esta mistura: Misture escórias vulcânicas de 50/50 com adubo bem decomposto e areia.

Posicione a planta Bougainville no melhor lugar possível. Ela ama o sol e cresce melhor em um local aberto, bem ensolarado, virada para o norte (no hemisfério sul) ou para o sul (no hemisfério norte). O calor não é um problema para essa planta.


Regue Bougainville com moderação. A buganvília enfraquece com o excesso de rega, produzindo apenas folhas em lugar das flores.

Adube regularmente sua Bougainville . Alimente a planta com um adubo rico em fosfato, umedecendo-o ao redor das raízes. No entanto, se a planta estiver crescendo muito, diminua a quantidade de adubo.


Pode-a. As plantas buganvília crescem bastante e precisam de uma boa poda para forçar o florescimento:
  • Espere as primeiras brácteas coloridas se formarem e caírem na primavera.
  • Assim que caírem, pode o excesso de crescimento.
  • Adube-a. A adubação provocará novos florescimentos nos galhos menores.
  • Repita durante a estação de florescimento conforme o necessário.
Treine a Bougainville . Essas plantas precisam de um apoio para cobrir uma parede, cerca ou outra área. Crie fileiras de arame ou barbante na superfície que você deseja cobrir. Prenda os galhos da planta atrás desses suportes em intervalos regulares. Vigie o crescimento e ajuste conforme necessário até a buganvília começar a cobrir a parede, ou outra superfície.


Cultive a Bougainville apenas fora de casa. Coloque o vaso em algum lugar do jardim, de preferência em um local com luz solar adequada durante o dia todo. Se isso não for possível ou se preferir cultivar a buganvília dentro de casa, procure plantas próprias para o cultivo em interiores. Em climas mais frios, talvez seja uma boa ideia deixar a planta passar o inverno dentro de casa e o verão fora de casa.


fonte?: http://pt.wikihow.com/Cultivar-a-Buganv%C3%ADlia

COMO CULTIVAR: Grama azul - Festuca Glauca

A festuca glauca tem folhas verde-azuladas que dão um belo efeito à qualquer jardim! 





Descrição
A festuca glauca é popularmente conhecida como "grama azul" e é utilizada em jardins principalmente pela coloração interessante de suas folhas.
Apesar de não ser propriamente azul, a folhagem é verde-azulada e serve para dar um efeito calmo e refrescante quando plantada em grandes áreas. Quanto mais frio, mais intensa é a coloração das folhas.
Para um efeito de maior impacto, é interessante plantá-las em conjuntos de pelo menos 5 a 6 plantas bem próximas umas das outras.
São perenes e podem ser divididas a cada 2 a 3 anos para incentivar o nascimento de folhas novas no centro e prolongar a vida da planta.
Toleram calor e seca, porém não são fãs de climas muito úmidos. A combinação de calor com umidade geralmente acaba degradando a planta e pode acontecer apodrecimento das raízes. Recomendamos para áreas com pouca chuva ou de clima ameno!

Época de floração da Grama Azul
A floração só ocorre em climas temperados, pois a planta precisa acumular muitas horas de frio para iniciar a produção de flores. Elas são muito discretas e tem pouco efeito ornamental.
Requerimento de Luz
Meia-sombra, Sol, Sombra
Podem ser plantadas tanto no sol quanto na sombra e, devido ao pequeno porte, se desenvolvem bem em vasos.

Dimensões
Altura 30 cm a 45 cm, largura 30 cm
Instruções para o plantio de Sementes da Grama Azul
As sementes de festuca não irão germinar em temperaturas muito altas, por isso evite a época do verão. A temperatura ideal é entre 15°C e 22°C. Posicione as sementes no substrato, molhe bem e garanta que elas tenham bom contato com o solo. Mantenha o substrato úmido até os primeiros sinais de germinação, que geralmente leva 1 a 2 semanas. Em situações especiais as sementes podem estar dormentes e demorar mais tempo para nascer. Não desista e continue regando sempre que necessário.





fonte: www.emporiodassementes.com.br

COMO CULTIVAR: Cactus

O cactus é uma planta que a primeira vista pode até parecer agressiva, com tantos espinhos, mas ao contrário disto, é muito simpática e bonita. Dá um charme todo especial no seu jardim. Com diferentes formatos, com espinhos, com cabelos, etc.




Apresenta um sortimento completo de muitas variedades e como um presente desta plana surgem maravilhosas flores coloridas.

Quando plantar o cactus: Nas épocas do ano em que a temperatura encontra-se aproximadamente entre 20 a 25 ºC. A primavera é a melhor época para começar a lidar com esta diferente planta.

Como Plantar o cactus: Encharque as sementes em água por 12 horas antes de semear. Semeie sobre o substrato (terra) ligeiramente compactado e umedecido, diretamente no pote ou em bandejas. Não cubra as sementes. Coloque os potes ou bandejas em local relativamente quente mantendo a temperatura constante entre  20 a 25 ºC.



Como cuidar do cactus: Após semear mantenha em local com boa luminosidade, o que ajudará na germinação. Para germinar mantenha a superfície do substrato úmida, porém não encharcada. A germinação pode levar de 1 a 6 meses, dependendo da variedade. Se necessário faça um transplante assim que as mudas estiverem com aproximadamente 5 cm de altura. Mesmo tendo características de grande resistência solar, o melhor horário para exposição ao sol é até as 10 horas da manhã.

Irrigação do cactus: Os cactus devem ser regados com uma colher de sopa ao mês, preferencialmente no início da manhã ou no final do dia. Estas plantas não toleram solos muito úmidos.











fonte: Feltrin Sementes / Embalagem

COMO CULTIVAR: Violetas


Violeta! Esta é plantinha maravilhosa e ainda pode ser encontrada em diversas cores. Ela se adapta bem a ambientes internos, desde que bem iluminados, e pode florescer durante todo o ano.



Descrição

Planta herbácea, perene, com caules curtos, ramificados, de cor verde escuro, quer um pequeno caule rematado por uma roseta de folhas, quer um caule rastejante e ramificado com folhas alternas. As folhas são em forma de coração, ovais a arredondadas, sendo os pecíolo pecíolos são carnudos e verde-claros.

Nas plantas adultas, os pedúnculos nascem de todas as axilas das folhas. Cada pedúnculo ramifica-se junto à extremidade, surgindo de cada ramo um pequeno cálice verde-claro que suporta a corola, com cinco lobos.

A corola, tubular, não excede em comprimento 0,5cm e os lobos abrem-se tanto que mais parecem cinco pétalas separadas. Embora as flores da espécie original sejam singelas - têm apenas uma camada de pétalas -, algumas das variedades e alguns dos híbridos possuem numerosas camadas de pétalas.

Há diversos cultivares de violetas reconhecidos pelas cores das flores que variam entre branca, rosa, roxa até bicolor, como rosa com borda branca.

Hoje, devido aos inúmeros processos de hibridação, existem 18 espécies e cerca de 6 mil variedades e novas continuam surgindo, por isso tamanha variedade nas coes de suas flores

Gostam que o ambiente não seja muito quente durante o dia nem muito frio à noite. As violetas gostam de calor moderado para que não haja prejuízo em seu crescimento e florescimento. É uma planta sensível ao excesso de água, porque apresenta raízes muito finas e exige substrato com boa aeração.

Os antigos gregos consideravam a violeta um símbolo de fertilidade e amor, utilizando-a em poções de amor. Muito conhecida desde a antiguidade, tendo sido muito utilizada para fins medicinais. Começou a ser utilizada desde 1829 na Homeopatia, pelo médico alemão M. Staptf no tratamento de sinusites e reumatismo.




Época de Floração da violeta

Fim do Inverno, até ao Verão, dependendo das zonas, mas cultivadas em condições apropriadas, estas plantas continuarão a crescer e a florir durante o ano. No entanto, o tamanho das flores e das folhas nem sempre é previsível, já que o aspecto das variedades e dos híbridos depende frequentemente das condições em que os mesmos são cultivados.

Época de Plantio da violeta

A melhor época de plantio é quando a planta está sem flores, conhecida como estado vegetativo.

Clima para o cultivo

Estas plantas desenvolvem-se bem a temperaturas de 18-24ºC. Uma flutuação de 3º para além destes níveis pode eventualmente interromper o crescimento. É indispensável um elevado grau de umidade; coloque os vasos em tabuleiros com seixos molhados e pendure pratos com água sob os cestos suspensos.

Requerimento de luz

Durante todo o ano exponha estas plantas a luz forte, mas não a sol directo. Duas ou três horas diárias de sol velado beneficiarão as saintpáulias. Coloque de preferência junto a uma janela voltada para o nascente. Uma boa dica para garantir o crescimento simétrico da violeta é ir virando o vaso, semanalmente, obedecendo sempre o mesmo sentido. Também se desenvolvem bem sob luz artificial. Se expostas a luz adequada e satisfeitas outras condições necessárias, estas plantas florirão continuamente




Dimensões da Planta

Alcançam tamanho de 15 a 20 cm.

Plantio em sementeiras

Em local definitivo no início da Primavera ou no Outono. Em estufa na Primavera/Verão e início do Outono.

Como criar Mudas da violeta

Retire da violeta sem flores as folhas mais velhas, geralmente as maiores, com o auxílio de um estilete bem afiado. Corte rente à base tomando cuidado para não ferir a violeta e manter a integridade do pecíolo (o caule que liga a folha à planta).
Coloque no vaso plástico o substrato de sua preferência e encharque-o sob água corrente. Não mergulhe o substrato em água parada para evitar possíveis contágios com fungos e bactérias. Deixe a água ser drenada naturalmente.
Enterre a folha no substrato molhado pelo pecíolo. Faça isso uma folha por vez.
Cubra o vaso com o plástico transparente; isso evitará a perda de umidade. Deixe o vaso em um local que receba luz solar de maneira indireta.
Dentro de um período médio de três dias – podem haver variações devido a fatores climáticos – a folha de violeta ira desenvolver pequenas raízes. Durante esse período, prepare o substrato para plantio.
Esse substrato precisa ser bem aerado, sem torrões e rico em nutrientes como potássio e cálcio, com pH próximo da neutralidade. Existem kits de aferição de pH em lojas de jardinagem.
Insira o substrato devidamente tratado no vaso cerâmico sem comprimi-lo.
Faça uma cavidade com o dedo, coloque a folha com raízes nele sem introduzi-la demais no substrato e fixe-a suavemente com os dedos.

A partir daí, basta cuidar da recém-criada violeta com os cuidados básicos: regar apenas o substrato, evitando molhar as folhas e as futuras flores; manter o substrato sempre úmido sem encharcamento; manter a violeta longe da luz solar direta; reforçar a adubação mensalmente.

Preparo do solo

Use uma mistura composta por partes iguais de turfa de musgo, perlite e vermiculite e acrescente três ou quatro colheres de sopa de pó de dolomite para cada quatro medidas (uma medida = 2dl) da mistura.

Como montar um vaso para receber a violeta

Plante as violetas em forma de roseta em vasos ou outros recipientes baixos. Para calcular o tamanho conveniente do recipiente, meça o diâmetro da roseta e escolha um recipiente com o diâmetro de cerca de um terço do da planta. Não deve ser necessário um vaso de dimensões superiores a 12-16 cm. As variedades miniatura e as plantas rastejantes jovens podem também ser cultivadas em vasos, mas as rastejantes adultas devem ser cultivadas em cestos suspensos, onde os caules dispõem de mais espaço para enraizar.

Adubação

O ideal é adubar num intervalo de 15 em 15 dias, mas nunca no centro, somente ao redor da planta, uma colher de café é o suficiente para os vasos em que elas normalmente são vendidas. O adubo químico do tipo NPK 4-14-8 ou os específicos para violetas (são vendidos em caixinhas com a especificação fertilizantes para violetas) são facilmente encontrados e a aplicação é desejável.

Manutenção da violeta

Regue moderadamente estas plantas, o suficiente para umedecer a mistura a cada rega, mas deixando secar a camada superior antes de regar de novo. Um excesso de rega em qualquer altura pode provocar apodrecimento das raízes. O ideal é colocar água apenas uma vez por semana no Inverno, duas vezes no Verão, evitando encharcar. Evite molhar as folhas. Se após regar a planta escorrer água para o prato retire, evitando assim que este fique água. Quando as flores estiverem a murchar deverão ser cortadas, assim como também se devem eliminar as folhas secas ou machucadas, para prolongar a floração.



fonte: http://quintaldarosi.blogspot.com.br/, http://flores.culturamix.com/, http://revistagloborural.globo.com/, http://jardinagemepaisagismo.com/, http://mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao

FAÇA VOCÊ MESMO: Como conservar arranjos de flores

Oi pessoal, quer saber como conservar um arranjo floral por mais tempo? Pois é, não é tarefa difícil, mas seguem algumas recomendações para conseguir manter seus arranjos entre 10 a 15 dias:

1º - Saiba escolher as flores: Algumas flores são mais fáceis de conservar como, copo de leite, astromélia, lisianto, antúrio, estrelizia, helicônia, alpínia, cravo. As flores com tonalidade mais escuras tendem a ser mais resistentes.

2º - Retire da embalagem, o recipiente que deve receber a flor deve estar limpo e desinfetado.

3º - Corte: Faça um corte diagonal de dois centímetros na base, isso irá aumentar a absorção de água.

4º -  Limpeza: retire as folhas e flores que possam ficar sob a água para evitar o apodrecimento e mau cheiro.

5º - Água: Troque a água do vaso a cada dois dias ou sempre que ficar turvo.

Dica: Você pode também "aditivar" a água, na tentativa de fortalecer a flor. Em lojas especializadas ou em floriculturas  é possível encontrar conservantes em pó ou líquidos que atuam reduzindo a presença de microorganismos nocivos, aumentando a durabilidade da planta.


Corte diagonal



Heliconia

Antúrio

Astromélia

Copo de leite


Cravo

Estrelizia

Alpinia

Lisianto

COMO CULTIVAR: Boca de Leão

A boca de leão prefere temperaturas mais amenas, e floresce o inverno inteiro, tornando-a perfeita para a estação mais fria. Combine com violas e amor perfeito para visuais com cores únicas!


Descrição

A boca de leão é uma das plantas mais características do inverno. Muito usada no paisagismo de cidades, ela prefere temperaturas mais frescas, mas pode ser mantida bonita até o primeiro mês de verão (ou até mais se sua região for amena). Cada flor parece uma boca, que "abre" quando apertada, e daí vem o nome. São muito fáceis de se plantar, possuem uma deliciosa fragrância e florescem em apenas 6 semanas!











Nativo da região do Mediterrâneo, desde o norte da África até a Espanha e Itália, a boca-de-leão é uma das flores ornamentais mais antigas a ser cultivada! 

O nome vem das suas flores, que possuem dois lábios (inferior e superior) e quando apertadas lembram uma boca se abrindo. Elas possuem uma deliciosa fragrância que pode ser sentida ao se aproximar.

Época de Plantio da boca de leão
A época de plantio para os Estados mais ao Sul do país do Brasil vai de fevereiro a junho, para Sudeste de março a maio e para as demais regiões de abril a maio.


Época de Floração da boca de leão
Florescem durante todo o período que vai do outono até o começo do verão,  portanto companheiras perfeitas para o amor perfeito e as violas!
Clima para cultivar
Ela prefere temperaturas mais frescas, mas pode ser mantida bonita até o primeiro mês de verão (ou até mais se sua região for amena)
Requerimento de Luz
Crescem melhor à sol, mas toleram sombra parcial e precisam de regas frequentes para não murcharem. 
Meia sombra ou sol.
Dimensões da Planta
altura 20cm e largura 25cm
Instrução para o plantio das sementes de boca de leão
A boca de leão é uma das sementes mais simples de se plantar. Temperatura ideal do solo entre 20° e 24°C, temperaturas mais altas irão atrasar a germinação. As sementes nascem mais uniformemente quando estão na claridade, portanto não enterre as mesmas, apenas posicione bem firmemente no solo. Como são muito pequenas pode ser difícil plantar individualmente, portanto tome cuidado para não utilizar sementes demais em espaços muito pequenos. Molhe bem até os primeiros sinais de germinação, e assim que começarem e aparecer as primeiras folhas mova para local muito bem iluminado, pois elas ficam muito frágeis crescendo na sombra.


Mistura para solo para vaso ou canteiro

A Anémona necessita de uma mistura de solo rica em matéria orgânica.

1 parte de terra comum de jardim
1 parte de terra vegetal
2 partes de composto orgânico

Como montar um vaso para receber 

Figura: Vaso para plantio de boca de leão


1 - Adicione argila expandida ou brita no fundo do vaso;
2 - Em cima da argila expandida acrescente a manta de bidim ou manta de poliéster para filtrar a água e evitar que a terra se infiltre por entre as bolinhas da argila (ou pedras), entupindo o dreno;
3 - Adicione o solo rico em matéria orgânica como informado acima e desfaça um pouco do torrão com as mãos para que as raízes se adaptem mais rapidamente ao vaso;
4 - Para dar acabamento ao vaso e também para evitar que ervas daninhas apareçam adicione casas de árvores 

Adubação para a Boca de leão
Após o plantio e assim que começar a floração espalhe um fertilizante a base de potássio e fósforo, mas com nível de nitrogênio baixo para conter a formação de folhagem verde e a proliferação de fungos. É recomendado o uso de farinha de ossos e de superfosfato.

Manutenção da boca de leão

O solo deve estar sempre úmido, mas nunca encharcado. Regue todos os dias, ou um dia sim outro não.




fonte: http://www.emporiodassementes.com.br/loja/flores/boca-de-leao/boca-de-leao-montego-scarlet.html

DIÁRIO DE JARDINAGEM: O que plantar no mês de Novembro

Em Novembro podemos Plantar/Semear flores como: cravos, dálias, gipsófilas, linho, manjericos, trepadeiras.

Cravos

Dálias

Gipsófila

Manjericos

Linho

Trepadeiras








DIÁRIO DE JARDINAGEM: O que plantar no mês de Outubro

Plantar/Semear flores como: amores-perfeitos, assembleias, ásteres, begónias, campainhas de trepar, cóleos, girassóis, esporas, estrelas do Egito, gipsófilas, gladíolos, malmequeres, malvaíscos, manjericos, petúnias, perpétuas, zínias.

Amor-perfeito

Ásteres

Begônias

Coleus

Campainha de trepar

Esporas

Girassóis

Estrela do Egito

Gipsófila

Gladíolos

Malmequeres

Malvaísco

Manjericos

Petúnias

Perpétuas

Zínias