Pesquisar no blog

20 Plantas repelentes naturais de mosquitos

Oi Galera! Mosquito? Dengue? Zica? chikungunya? Credo!

É bom se prevenir da picada deles como podemos: limpando nossas áreas e não deixando água parada. Vale até usar repelente quando a "coisa ficar feia".

Mas, que tal plantarmos alguns vasinhos de plantas que os mosquitos detestam? É isso mesmo! Repelentes naturais!

Segue uma seleção de plantinhas para você plantar em seu jardim, vasinhos e vasões para repelir esses indesejados mosquitos.

1 - Capim Limão ou capim cidreira



2 - Erva cidreira



3 - Lavanda



4 - Tomilho limão



5 - Manjericão



6 - Erva de gatos



7 - Alecrim



8 - Alho



9 - Tagetes



10 - Citronela



11 - Crisântemo



12 - Arruda




13 - Jasmim


14 - Poejo



15 - Hortelã



16 - Menta

17 - Cravo da índia



18 - Agerato



19 - Sarracenia



20 - Eucalipto Torelliana






COMO CULTIVAR: [SÉRIE] PIMENTAS: Como plantar pimenta Dedo de Moça

Originárias das Américas, as pimentas do gênero Capsicum apresentam diversas cores – amarelo, laranja, roxo e verde e são utilizadas na produção de geleias e doces, páprica picante, pizzas, pratos especiais, conservas, molhos líquidos, spray paralisante, utilizados em defesa pessoal, corantes e inseticidas em cultivos orgânicos e agroecológicos.

Seu uso como condimento é o principal mercado, mas o interesse pela pimenta como ornamentação vem fazendo diferença nas floriculturas, já que elas enfeitam e fazem bonito em canteiros, vasos ou jardins verticais. 



Uma de suas belezas está na mudança de cor durante o amadurecimento, que vai do verde, passa por tonalidades de laranja e se reveste de vermelho vivo. O brilho da pele colorida em contraste com o verde das folhas, portanto, tem levado a pimenteira para dentro de casas, escritórios e outros ambientes.

Como alimento, a pimenta tem seu lado nutritivo. Contém vitamina A e é excelente fonte de vitamina C e B, além de possuir boa quantidade de magnésio, ferro e aminoácidos. 

Ela também tem efeito emagrecedor ao acelerar o metabolismo do organismo de quem a consome. O gosto forte do condimento está presente no caroteno, pigmentação que dá a cor vermelha à planta.



Época de Plantio

Em qualquer época do ano em locais de clima quente. Nas regiões frias devem ser plantadas no verão.

Requerimento de luz

Sol pleno.



Plantio das sementes

As sementes de pimenta podem ser semeadas diretamente no local definitivo, mas o mais comum é semear em sementeiras, copos ou saquinhos de plástico ou papel. As sementes devem ficar a aproximadamente 0,5 cm de profundidade no solo. 

As sementes também podem ser colocadas sobre papel mata-borrão ou outro papel absorvente, mantido sempre umedecido e em local aquecido, até a germinação, quando são então transferidas com cuidado para o solo e cobertas com uma leve camada de terra peneirada. 

No solo as sementes germinam geralmente em 1 ou 2 semanas, mas as sementes de alguns cultivares podem apresentar dormência e podem levar um longo tempo para germinar. O transplante para o local definitivo é feito quando as mudas atingem de 8 a 10 cm de altura.

O espaçamento recomendado varia com o porte da pimenteira e com as condições de cultivo. Geralmente o espaçamento adequado se encontra entre 20 cm e 60 cm entre as plantas, com linhas de cultivo espaçadas de 60 cm a 120 cm.



Transplantio das mudas

O transplantio pode ser feito em qualquer época do ano nas regiões mais quentes, desde que sejam irrigadas na seca. Nas regiões frias devem ser transplantadas no verão.

Colheita

Em geral, a colheita leva de 50 a 55 dias após a floração. Em locais de temperaturas mais elevadas, o desenvolvimento da pimenta é mais rápido.

O ponto de colheita ideal das pimentas pode ser determinado visualmente, quando os frutos atingem o tamanho máximo de crescimento e o formato típico de cada espécie e a cor específica. 



Poda
Faça a poda após o período de frutificação e no caso de colheitas contínuas. A prática deve ocorrer logo que a produção tenha cessado. A poda estimula o rebrotamento e a produtividade da planta.

Adubação

Se no segundo estágio do transplante da muda para seu local definitivo de cultivo você utilizou o adubo na preparação da terra, é necessário apenas uma manutenção a cada 20 dias , utilizando adubo liquido diluído na água de irrigação na proporção indicada na embalagem do adubo. 

Caso você tenha utilizado a terra de forma direta, apenas preparada com o humus ou substrato, faça a manutenção com o adubo liquido a cada 14 dias.

Assim que as flores surgirem, inicia-se aplicação de adubo liquido semanalmente.

Irrigação
Sempre que a superfície da terra estiver seca, é hora de regar, sendo que os melhores horários são no início da manhã e no final da tarde, em quantidade suficiente para que se inicie um gotejamento na parte inferior do vaso. 








fonte: http://pimentajota.blogspot.com.br/, hortas.info, http://www.cpt.com.br/

COMO CULTIVAR: [SÉRIE]: PIMENTAS: Como cultivar pimenta rosa

A pimenta-rosa ainda é conhecida popularmente como pimenta do Brasil, e seu nome científico é Schinus terebinthifolius Raddi, e carrega também os nomes de: aroeira-pimenteira, aroeira-vermelha, aroeirinha, pimentabrasileira ou somente aroeira. De coloração avermelhada, não apresenta um ardor característico e sim um sabor diferenciado e até adocicado.



Ela possui muito pouco de picante em seu sabor, que é quase que tomado por seu doce, e por essa combinação maravilhosa é totalmente apropriada para fabricação de molhos que são muito saborosos e que acompanham peixes, aves e demais carnes brancas. 

Essa pimenta é bastante apreciada na culinária internacional e nacional, sendo incluída diretamente nos pratos preparados. Alem disso, por suas particularidades, tem crescido grandemente sua utilização na indústria de cosméticos.

Pode ser cultivada em diversos lugares, pois não ocupa muito espaço, sendo possível tê-la até mesmo numa sacada de apartamento, desde que a mesma receba sol o por muitas horas do dia e de forma direta. A árvore valoriza bastante o ambiente pelo contraste obtido através da cor vermelha do fruto em contrapartida às das folhas.

Um pé já adulto de pimenta-rosa, de uma árvore que já tem seus três anos, chega a produzir aproximadamente oito quilos da pimenta, e que pode render muito no mercado. 



Descrição

A pimenta aroeira ou pimenta rosa (Schinus terebinthifolius Raddi) é uma planta da família das anacardiaceae, nativa do Brasil, dióica, isto é, aquela em que os sexos se encontram separados em indivíduos diferentes (plantas machos e plantas fêmeas) e multiplica-se facilmente por estaquia e sementes. 

Os frutos são pequenas drupas, esféricos, avermelhados. Existem relatos de que a pimenta rosa alimenta aves silvestres.

Do ponto de vista botânico, entretanto, a pimenta rosa não tem qualquer parentesco com a família das pimentas. Na verdade, ela como anacardiacea é parente do caju, da manga e do cajá-mirim.

De sabor picante e adocicado é especialmente apropriada para confecção de molhos que acompanham carnes brancas, aves e peixes. É muito apreciada na culinária nacional e internacional, sendo que nesta, principalmente, tem a sua aplicação direta como condimento em pratos. Alem disso, é crescente o seu uso na indústria de cosméticos.



Época de plantio
Todo o ano


Época de colheita
A frutificação, de acordo com a região, acontece entre janeiro e julho. Os seus frutos são pequenos, avermelhados e posicionados nas extremidades dos ramos.


Dimensões da pimenta rosa
A árvore adulta tem de 5 a 10 metros de altura, com o tronco envolto por casca grossa e medindo de 30 a 60 cm de diâmetro à altura do peito. A copa é densa e as suas folhas são compostas por 3 a 10 pares de folíolos de bordas serreadas. As suas flores são pequenas e têm coloração levemente amarelada, florescendo geralmente de setembro a janeiro.

Requerimento de Luz
Sol pleno



Como plantar pimenta rosa
O plantio pode ser feito de diversas formas e a planta se desenvolve muito bem em qualquer uma delas, tanto a partir de estacas, sementes, e alporquias.

A aroeira não é uma planta exigente no cultivo, tolerando solos muito pobres. Porém, fica mais bonita em solos ricos e bem drenados, sempre a pleno sol.

A única variável que a aroeira não tolera é o excesso de água. O berço para a muda deve ser profundo e em formato quadrado.

Se possível, deve-se acrescentar adubação orgânica.

Apesar de ser uma árvore de porte médio, a copa é ampla e aberta, por isso, é aconselhável plantá-la a uma boa distância de muros, casas e da rua.

Colocar as sementes (frutos) para germinação, logo que colhidas, em canteiros a pleno sol com substrato argiloso. A taxa de germinação é superior a 50%. Transplantar as mudas quando atingirem 5-6 cm e daí para o local definitivo em mais 3-4 meses. O desenvolvimento das plantas no campo é bastante rápido.



Como Conservar a pimenta rosa
Quando fresca e bem conservada, a pimenta-rosa apresenta uma película fina e delicada de cor avermelhada ou rosada, de textura quebradiça. Evite as pimentas em que as películas estejam soltas, com a cor rosa desbotada e cheiro de mofo. A melhor maneira de armazená-la é em recipientes herméticos, secos e limpos. Evite deixá-los expostos à luz e em ambientes úmidos.

Tratos / Podas
Realize podas, nos meses de maio a agosto.

Tolera bem podas, pois retorna a brotar com vigor, necessitando que sejam selecionados e direcionados os brotos.

Adubação
A adubação da mesma deve ser feita através do uso do fertilizante mineral NPK 04-14-08.

Irrigação
A rega dessa planta deve ser feita somente 01 vez durante a semana.





fonte: http://flores.culturamix.com/, www2.cead.ufv.br, http://casa.umcomo.com.br/, http://ibflorestas.org.br/, http://www.namu.com.br/, http://www.revistaprocampo.com.br/


COMO CULTIVAR: [SÉRIE] PIMENTAS: Como cultivar pimenta Cumari

Hummm! Sou amante de pimentas. Vocês sabem, né!?
Mas a minha pimenta predileta é a Cumari! Adoro gente! Adoro muito!

Essa pimenta é muito apreciada aqui no sudeste, até porque São Paulo é um dos maiores produtores do país.



Descrição:

Os frutos da cumari verdadeira são pequenos e ovalados, tendo um comprimento médio de 10 milímetros e diâmetro de 8 milímetros. Mesmo possuindo pequeno porte, sua pungência é alta e os molhos e conservas preparados com a cumari já ganharam respeito e apreciação em seu aroma.

A cumari é colhida geralmente ainda verde, pois além de já apresentar um grau de pungência excepcional, ela é um dos alimentos preferidos de pássaros que sobrevoam a plantação.

No Brasil, além de serem utilizadas em conservas, molhos, temperos, etc., muitas pessoas gostam de cortar 1 ou 2 pimentas cumari sobre seus pratos e logo em seguida, coloca arroz e feijão sobre elas, misturando muito bem. O arroz e feijão é um dos pratos mais típicos da culinária brasileira e ficam com um sabor indescritível ao receberem um toque especial da pimenta cumari.

Época de plantio

O transplantio pode ser feito em qualquer época do ano nas regiões mais quentes, desde que sejam irrigadas na seca, nas regiões frias devem ser transplantadas no verão.

Requerimento de Luz

Será necessário luz de preferencia solar no minimo 14 horas por dia.



Como plantar as sementes de pimenta Cumari

O local para fazer as mudas pode ser um canteiro ou até mesmo um vaso, Ao semear as sementes na terra tome cuidado para não soterra-las demais pois isso pode atrapalhar a germinação da muda,o recomendado é uns 2 cm de profundidade.

Passado 30 dias suas mudas de Pimenta Cumari Passarinho (Raridade) já podem ser replantadas em um lugar definitivo.

A germinação ocorrerá de 15 a 20 dias após o plantio e as mudinhas devem ser mudadas quando apresentarem de 4 a 6 folhas, cerca de 50 a 60 dias após a semeadura no recipiente.

Escolha sempre dias chuvosos para fazer o replantio nunca faça em dias de sol forte.

Feito isso é só esperar que com certeza ela vai se desenvolver bem e dar muitos frutos.

Local de plantio

Atente-se ao espaçamento que deverá ser de 2 metros no caso de plantio direto e se for plantar em vasos use mesma distancia, de espaçamento 2 metros aproximadamente.



Adubação

Adubação de plantio: 100 gramas/ cova do adubo 8-28-16
Adubação orgânica de plantio: 2 kg/ cova de esterco curtido – 20 dias antes
Adubação de cobertura: 20 gramas 20-00-20
1ª – No florescimento
2ª – Maturação dos primeiros frutos
3ª – 30 dias após a 2ª
4ª – 30 dias após a 3ª

Benefícios para a Saúde

O sabor forte e picante da pimenta-cumari faz dessa especiaria um grande sucesso. Ela é popular no preparo de conservas, dando um gosto marcante a diversas receitas.

O ingrediente faz parte do gênero Capsicum e, assim como outras pimentas famosas desse grupo, possui a capsaicina, uma poderosa substância antioxidante. Além de ajudar a prevenir o envelhecimento precoce, também contribui na prevenção de doenças cardiovasculares e do diabetes.

O consumo da pimenta colabora no auxílio da digestão, uma vez que estimula a salivação e a produção da secreção gástrica. Ainda, ajuda a acelerar o metabolismo, contribuindo para eliminar aquelas gordurinhas localizadas indesejadas.

Além disso, estudos apontam que a pimenta pode ser poderosa até mesmo na prevenção do câncer. Os fitoquímicos presentes em sua composição são considerados quimio-preventivos.

Se tudo isso já não fosse mais que suficiente, a pimenta-cumari tem ação anti-inflamatória, melhora do sistema circulatório e fortalece o sistema imunológico. O valor nutricional da pimenta também é destaque, com presença de vitaminas A, C E e do complexo B, bem como minerais.




fonte: pimentascumari.loja2.com.br, http://vivomaissaudavel.com.br/, http://horta-jardim.blogspot.com.br/, http://www.horadacomida.com.br/

COMO CULTIVAR: [SÉRIE] PIMENTAS: Como plantar pimenta Biquinho

A pimenta biquinho é a mais nova opção de investimento nas propriedades rurais. A variedade atraiu a atenção dos consumidores por ser pimenta sem ardor e poder ser saboreada até mesmo como aperitivo.

Essa Pimenta possui alguns nomes diferentes, além de Pimenta biquinho em algumas regiões do país ela também é chamada de Pimenta de Bico, Seu nome científico é: Capsicun Chinese, da família Solanaceae que é a mesma do tomate, berinjela e pimentões. Tem origem no continente americano.





Descrição:
Na tabela que mede o grau de ardência das pimentas, a Escala Scoville, a pimenta biquinho está no Grau ZERO, ou seja: Não possui ardência. Apesar disso ela mantem o aroma maravilhoso e o sabor característico das pimentas.

Sua planta atinge a altura de 60 centímetros podendo chegar a até 1 metro. Suas flores são hermafroditas e seus frutos atingem normalmente o tamanho de 2,5 centímetros de diâmetro. Como o próprio nome diz ela é redonda e possui um pequeno biquinho que dá o seu nome. Tendo uma cor vermelha bastante intensa.

Clima para o cultivo
O clima ideal para o cultivo da Pimenta biquinho é o calor (21 a 30 graus C), ela é bem sensível a baixas temperaturas e geadas.

Época de Plantio
Outono, Primavera





Requerimento de luz
Sol Pleno, Meia Sombra.

A espécie prefere sol pleno mas pode ser cultivada à meia-sombra observando o cuidado com o excesso de umidade.

O Sol muito intenso pode alterar a coloração natural dos frutos, queimando-os.

Solo para o cultivo
O solo deve ser bem drenado e profundo com ph entre 5,5 a 7,0. O solo não pode ser salinizado. O espaçamento ideal deve ser de 0,8 cm. A terra ideal deve possuir substrato organo-argiloso.

Na preparação do substrato, para cada parte de terra comum de jardim você pode adicionar 1 parte de esterco bovino bem curtido e/ou composto orgânico. Então a proporção de terra x matéria orgânica por ocasião do plantio é de 1:1.





Quanto tempo leva para frutificar?


Se tudo correr bem, da germinação à colheita são aproximadamente 4 meses.
A floração costuma ocorrer depois de 40 dias do replantio e a frutificação após mais de 70 dias do replantio, sendo que depois de mais 20 dias possivelmente os frutos já possam ser colhidos, sendo necessário colher os talos também. Se nessa hora houver frutos verdes eles podem ser usados em conservas, o que é mais adequado do que esperar demais, senão a sua semente fica dura.

O plantio pode ser feito em vasos?

Sim, mas o ideal são vasos a partir de 5l pois quanto maior o vaso melhor o desenvolvimento da muda e frutificação. Plantadas em canteiros as biquinho ultrapassam 1m de altura.





Como plantar as sementes
A dica é colocar três sementes por copo e depois cobri-las com mais 1 cm de terra. Ao final, regue o copo e deixe-o em um lugar protegido com meia sombra. O melhor é plantar no verão, sendo que assim em uma semana é provável que já ocorra a germinação das sementes, quando você pode deixar a pimenta biquinho em um lugar mais ensolarado. Depois de 20 dias em média do plantio das sementes, quando a planta deve estar com cerca de 10 cm de altura, o melhor é colocá-la no vaso em que ficará definitivamente.

Depois de uma semana do replantio, quando ela estiver mais vigorosa, retire as mudas menores para que ela se fortifique. Também é recomendado usar cascalho embaixo da terra para que haja uma drenagem eficiente. É possível ainda plantar pimenta biquinho por meio de mudas retiradas dos galhos da planta, o que pode ser feito quando elas estiverem carregadas de ramos de 5 cm de comprimento em média.





Adubação
Adubos comerciais para jardins são bem aceitos para o cultivo em vasos, canteiros e hortas.

Após cada colheita é bom fazer uma nova adubação. Os preferidos por aqui são o húmus, chorume diluído, esterco bovino e as cinzas de madeira com farinha de ossos.

Irrigação

Deve ser feito a irrigação diária para solos secos e/ou em períodos de estiagens.













fonte: http://www.pimentasartesanais.com.br/, http://jardinet.blogspot.com.br/, http://casa.umcomo.com.br/, http://www.tocadoverde.com.br/
Abraços, beijinhos! Falem comigo, ok? Vou adorar!


As fotos e imagens aqui publicadas, bem como seus direitos autorais, pertencem aos seus respectivos proprietários. A minha fonte de pesquisa de todas elas está citada em todos os posts. Caso você seja proprietário de alguma imagem e queira que o seu link seja mencionado, entre em contato comigo, para que eu possa fazer as devidas alterações. Se você levar alguma imagem, seja gentil e mencione sua fonte de pesquisa. PS: Neste blog ainda não se adotam as novas regras de ortografia